Make your own free website on Tripod.com

"Exame ou Prova para Ver o aproveitamento dos Médiuns."


  1. Sabe dizer o que estará ocorrendo quando um Irmão qualquer fala que este ou aquele irmão " Não tem guia nenhum, ou o que está incorporado é um obsessor"? ;

  2. Sabe dizer se guarda com a devida atenção os ensinamentos doutrinários, e se sabe o que ocorre quando um médium entra em desequilíbrio, partindo para a crítica maldosa, o ciúme, a inveja, a intriga, o ódio, as desavenças, etc. ? ;

  3. Sabe explicar como se deve fazer um expurgo-psíquico(descarga) corretamente, sem atitudes e gestos espetaculares, como ocorre geralmente com médiuns mal preparados em descarga, ou mesmo em médiuns prontos, quando mostram nitidamente, a estagnação, a decadência ou o estacionamento espiritual? ;

  4. Sabe o que é permitido às entidades, os guias que trabalham na linha de Umbanda, usar como parte de sua ritualística, e compatível com os ensinamentos evangélicos da doutrina, sem mistura comprometedora e humilhante com a macumba, ou outros rituais que denigrem a Umbanda, como o pseudo-africanismo, quiumbandismo, etc; Dominante por aí afora? ;

  5. Sabe o PERIGO em que corre o médium, quando ele em sua grande maioria, quase que todo consciente do que está fazendo, permite interferências do seu subconsciente, plasmando influência de seus instintos, de suas paixões, inferioridades e fraquezas, dizendo e praticando o que não deve, e o que não sabe, o que é o pior? ;

  6. Sabe que é crime e perigosíssimo a um médium receitar sem estar para isso habilitado, e não estando, tem de contar pelo menos, com a assistência permanente de um médico, responsável e devidamente registrado no Conselho de Medicina? ;

  7. Sabe como explicar, porque, como e quando se deve aconselhar banhos de água salgada ou do mar ou de água doce de cachoeiras ou de rios (virgens) aos doentes ou mesmo aos médiuns que necessitem por estar fluidicamente "carregados" ou esgotados, física e psiquicamente? ;

  8. Sabe explicar o que pode acontecer ao médium, que se deixa desviar pela mistificação consciente, ou o prejuízo moral e ético que causa, ao verdadeiro médium Umbandista, e perante a lei divina? ;

  9. Sabe por que razão, o médium quando é prudente não deve trabalhar sozinho, sem o apoio de médiuns prontos e mais experimentados, que tenha autoridade moral e espiritual para dirigir, e enfrentar situações "perigosas" e, portanto, não deve dar-se a prática errada de abrir sessões domésticas de Umbanda, onde os pseudos-umbandistas, fazem sessões, acomodados, somente para satisfazer seus interesses particulares, e familiares de alcova, mas sem nenhum fim sério, de um ideal de sacrifício pela obra de nosso Divino Mestre? ;

  10. Sabe o que acontece ao médium que pratica, conscientemente o Africanismo de Esquerda ou se entrega a práticas, com espíritos trevosos ou obsessores, para resolverem assuntos de ordem material e grosseiras, e portanto impróprios e inaceitáveis aos Guias e Entidades que militam na Umbanda? ;

  11. Sabe dizer porque, sem razão aparente os médiuns aparecem doentes, física ou psiquicamente, ou portam males mentais constantes, e sem explicação pela ciência? ;

  12. Sabe explicar, como se dá a incorporação no médium, e como são as principais mistificações? ;

  13. Sabe explicar, o que se passa quando um médium incorpora e trabalha cheios de defeitos, como gestos violentos, gritos, e cacoetes, que tanto enfeiam a mediunidade, e a Umbanda porque causam medo e espanto aos que vão pela primeira vez, e aos que observam?;

  14. Sabe explicar quando um médium, é admoestado ele se sente ofendido, pela sua irregular conduta e atividade? ;

  15. Sabe porque e quando é permitido o uso do fumo e da bebida, por algumas entidades em trabalho de caridade, sem que haja nisso inferioridade ou confusão com o pseudo-africanismo? ;

  16. Sabe porque um médium, ou trabalhador qualquer não deve, em princípio, retirar-se do templo, ou centro, etc. antes de se fechar os trabalhos? ;

  17. Sabe explicar porque um médium feminino, não deve incorporar qualquer entidade, estando em estado negativo(menstruada), e quando e em que condições especiais a entidade ou guia, pode usá-lo assim mesmo? ;

  18. Sabe explicar porque um médium, sendo vidente e vendo uma entidade, pode ser por ela mistificado, e quais, são os graus de vidência comuns ensinados? ;

  19. Sabe porque os médiuns, todos, indistintamente, devem preparar-se com cuidadoso esmero e vigilância permanente, para suportar com paciência, resignação e humildade, sem revolta, as calúnias, as injúrias, ingratidão, amarguras várias, privações, traições, ódios, ciúmes, invejas, vinganças, etc., como manda a doutrina? ;

  20. Sabe dizer porque, muitas vezes o médium abandona o caminho seguido, e deserta da mediunidade, e as vezes muito pior do que começou?;

  21. Sabe o médium feminino estando em gestação, até quantos meses ele poderá exercer a mediunidade, no terreiro de Umbanda sem prejudicar a evolução normal da gravidez, e portanto, sem prejudicar o médium, e como é, onde colaborar sem exercer a mediunidade? .

Estas são algumas questões, que servirão de exemplo, para exames periódicos, que a direção do templo, poderá por em prática, para ver como se encontra todos os médiuns da casa e, se eles assimilaram o ensino da doutrina como também em que condições se acham para aqueles que estão no aprendizado inicial(desenvolvimento mediúnico), muita outras questões poderão ser formuladas, dependerá exclusivamente da direção.

Estas questões escolhidas, são muito úteis a vida moral e disciplinar do médium, diante dos quais ele invariavelmente se encontra e quase nunca está preparado para vencer tais problemas, por mais auto suficiente que se julgue.

Feito isto antes, a Direção deverá então chamar o médium diante dos demais a fazer o seu Juramento público e oficial, assumir os compromissos morais e disciplinares indispensáveis ao verdadeiro médium em equilíbrio e digno da doutrina de Umbanda que abraçou, comprometendo-se ao esforço permanente de reformas e renúncias construtivas, desinteressadamente e em benefício da humanidade, conforme os mandamentos invioláveis da Doutrina.

Assim termina a tarefa importante de transmitir aos médiuns, as impressões vivas dos deveres irrecusáveis e indispensáveis ao médium verdadeiro e honesto, disposto a servir com absoluta renúncia a causa do Evangelho.

Esperamos que este exemplos de exame, oral ou escrito, possam ser muito úteis ao nossos irmãos Umbandistas.

Os exemplos aqui apresentados não são nossos.A nossa intenção, como já dissemos, é somente somar e dividir os conhecimentos para que com isso possamos levar, com a permissão Divina, muitos esclarecimentos para nossos irmãos umbandistas de práticas como aos responsáveis por casas espiritualistas, aos que estudam a doutrina e, enfim, a todos de um modo geral pois o movimento umbandista é eclético e por isso tem de ser Universal.

Que OXALÁ ilumine a todos !!!!!!

O Nosso Saravá Fraterno,

André.: